4 de Fevereiro de 2008 / às 01:35 / 10 anos atrás

Candidatos nos EUA recebem ajuda de amigos famosos

Por Adam Tanner

SAN FRANCISCO (Reuters) - Ter amigos famosos ajuda a promover uma campanha à presidência de uma país da dimensão dos Estados Unidos.

Com candidatos exaustos disputando primárias em 24 Estados tão distantes quanto Nova York, Califórnia e Alasca na terça-feira, a forcinha torna-se ainda mais valorosa.

Durante meses, estrelas da política local e nacional e celebridades têm feito campanha para os candidatos democratas e republicanos, mas às vésperas do dia mais movimentado das primárias, apelidado de Superterça, todos apertaram o passo.

O senador de Massachusetts, Edward Kennedy, irmão do presidente assassinado John Kennedy, tem promovido eventos e ajudado na arrecadação de fundos para o democrata Barack Obama, tentando transferir o prestígio de sua família para o senador de Illinois.

"A dinastia Kennedy está chegando ao fim, então eu acho que esta é a maneira de eles dizerem que esta é a nossa última esperança de mudança", disse Rita Celidonio, 58 anos, em um evento dos Kennedy em Oakland, na sexta-feira.

Várias pessoas que compareceram ao evento disseram que o apoio da única filha viva de John Kennedy, Caroline Kennedy, ajudou a consolidar seu voto em Obama. O senador espera que os Kennedy e outros possam contribuir para uma grande vitória na Califórnia, Estado mais populoso da nação e maior colégio eleitoral do país, onde ele encara uma disputa cabeça-a-cabeça com a senadora Hillary Clinton, de Nova York, nas pesquisas. Obama está passando os dias antes da disputa em outros Estados.

AMIGOS E FAMÍLIA

O ex-presidente Bill Clinton é a maior estrela na campanha de sua esposa à presidência. Seus dois mandatos foram de prosperidade para o país, mas ele também é muito controverso, uma vez que o escândalo sexual em que se envolveu com uma estagiária da Casa Branca irritou muitos de seus correligionários. Além disso, seus ataques a Obama causaram reações negativas em alguns eleitores.

Políticos com apoio local também têm dado uma mãozinha.

"Isso empresta credibilidade à campanha", disse o prefeito de San Francisco, Gavin Newsom, que faz campanha para Hillary Clinton na Califórnia, em Nevada e em Iowa. "Isso ajuda a motivar funcionários e voluntários a ver alguém que eles reconhecem."

O ex-governador de Massachusetts Mitt Romney enviou seus cinco filhos e sua mulher para Estados remotos, como o Alasca, Montana e Dakota do Norte.

"Eu te digo que uma das razões pelas quais eu amo minha família é que eles têm trabalhado por mim nesta campanha", ironizou Romney, que tem destacado os valores familiares como uma questão política.

O ator Chuck Norris tem ajudado a atrair a atenção para o antes pouco conhecido ex-governador Mike Huckabee, que venceu as primárias republicanas em Iowa.

Quando outro ator conhecido por seus músculos, Silvester Stallone, declarou apoio a John McCain, o senador por Arizona respondeu entusiasmado: "Yeah! Rambo versus Chuck Norris!."

A apresentadora Oprah Winfrey estava agendada para pedir votos juntamente com Caroline Kennedy e a mulher de Obama, Michelle, em Lon Angeles, neste domingo.

E os membros sobreviventes da banda Grateful Dead disseram que dariam seu primeiro concerto desde 2004 em favor de Obama na noite de segunda.

Reportagem adicional de Amanda Beck, Steve Holland, Tim Gaynor, Jeff Mason e Claudia Parsons

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below