Cantora Bette Midler retorna aos palcos e ao cinema

sexta-feira, 25 de abril de 2008 13:46 BRT
 

Por Christine Kearney

NOVA YORK (Reuters) - Não se fazem mais artistas como antigamente, e, aos 62 anos de idade, ninguém sabe disso melhor que Bette Midler.

Midler está vivendo o que descreve como um "miniboom" em sua carreira. Ela tomou o lugar de Celine Dion em um contrato de dois anos para cantar em Las Vegas e contracena com Helen Hunt em "Then She Found Me", seu primeiro filme em três anos, que foi lançado na sexta-feira nos EUA.

A artista polivalente disse à Reuters que atuar, cantar, fazer piadas e percorrer de salto alto um dos maiores palcos do mundo, em Las Vegas, são habilidades que datam de outros tempos.

"Poderíamos dizer que sou a diva do povo. Sou a última remanescente", disse ela em entrevista recente. "Acho que a gente precisa fazer tudo. Sou a última representante de uma 'raça' que acabou."

A cantora, atriz, humorista e antiga dançarina de cabaré lançou sua carreira em uma produção na Broadway de "O Violinista no Telhado" e chegou a se apresentar com Barry Manilow numa sauna para gays.

Ela lamentou o desaparecimento dos "artistas que prestam um serviço completo".

Em "Then She Found Me", Midler faz o papel de apresentadora de um talk show na televisão cuja filha, uma professora recatada, é representada por Helen Hunt.

Ela disse que Hunt, que também dirigiu o filme, a "perseguiu" para que atuasse, mas então lhe pediu que abrandasse suas célebres brincadeiras licenciosas.   Continuação...

 
<p>A cantora Bette Midler se apresenta durante a final do 'American Idol', Calif&oacute;rnia, dia 23 de maio de 2007. N&atilde;o se fazem mais artistas como antigamente, e, aos 62 anos de idade, ningu&eacute;m sabe disso melhor que Bette Midler.(Newscom TagID: rtrphotosthree002863)     [Photo via Newscom] Photo by Mario Anzuoni</p>