Mulher de Sarkozy vira a "princesa Diana da França"

quinta-feira, 27 de março de 2008 09:53 BRT
 

Por Paul Majendie

LONDRES (Reuters) - Um dia depois de mostrá-la nua, os tablóides britânicos se referem na quinta-feira à primeira-dama da França, Carla Bruni, como um ícone da moda à altura da falecida princesa Diana.

"Quanta diferença faz um dia... E desta vez ela lembrou de colocar alguma roupa", disse o Daily Mail, que dedicou seis páginas a Bruni.

"A Grã-Bretanha está encantada com madame Sarkozy", admitiu o Daily Express, que estampou uma foto da cantora e ex-modelo chegando a um banquete no castelo de Windsor, na quarta-feira, como participante de uma visita oficial do presidente Nicolas Sarkozy.

A chegada do casal coincidiu com a publicação de uma foto feita na década de 1990 em que Bruni aparece nua. A casa de apostas William Hill estima em 10-1 a chance de que o próprio Sarkozy compre a foto quando ela for leiloada, em abril, em Nova York.

Qualquer tititi moralista da imprensa popular foi substituído na quinta-feira por elogios a uma mulher tida como um discreto modelo de elegância.

Charles, o príncipe herdeiro do trono, recebeu Bruni com um beijo em sua luva. A cena evocou comparações com a falecida ex-mulher do futuro monarca.

"Será Carla a nova Diana?", perguntou o Daily Telegraph. "Assessores presidenciais esperam que a primeira-dama da França se torne sua própria Dama de Copas [apelido dado a Diana na época de sua morte, em 1997, num acidente em Paris]", escreveu o jornal.

A imprensa francesa também se entusiasmou com o frenesi provocado pela primeira-dama, que se casou recentemente com Sarkozy, mas já se mostra bastante à vontade com o protocolo -- algo que os jornais atribuem à sua experiência como modelo.   Continuação...