Filme biográfico narra "conto de fadas" de Evo Morales

quinta-feira, 25 de outubro de 2007 11:07 BRST
 

Por Eduardo García

LA PAZ (Reuters) - "O país está pronto para a estréia de 'Evo Pueblo', sobre uma criança do campo que chega a ser presidente", proclamou um locutor de rádio na véspera da estréia de um filme que narra a trajetória de Evo Morales, primeiro indígena a governar a Bolívia.

O presidente, de 47 anos, nasceu em uma família muito pobre e perdeu quatro irmãos na infância antes de se tornar sindicalista e político.

Na adolescência, foi pastor de lhamas nas geladas estepes andinas. Em seguida, foi jogador amador de futebol, padeiro, trompetista e plantador ilegal de coca. Não terminou o ensino médio.

"Digo que 70 ou 80 por cento (da população) se aproximam da vivência, dessa luta", disse Morales a jornalistas depois da estréia em La Paz, nesta semana.

"Sobretudo é um conto de fadas", acrescentou o diretor e roteirista Tonchy Antezana.

Como outros contos de fadas, esse filme de baixo orçamento tem um final feliz, a vitória de Morales nas eleições de dezembro de 2005, por uma maioria sem precedentes.

Mas não mostra o difícil começo do seu mandato, como as críticas internacionais que sofreu ao nacionalizar os recursos energéticos do país, em maio de 2006.

Morales ainda é muito popular entre a maioria indígena da população, mas a oposição a ele é forte entre as classes média e alta. Muitos bolivianos se queixam de que suas condições de vida não melhoraram.   Continuação...