Bono e Bob Geldof desafiam Sarkozy a cumprir promessas à África

quarta-feira, 18 de junho de 2008 12:41 BRT
 

Por Estelle Shirbon

PARIS (Reuters) - Os roqueiros ativistas Bono e Bob Geldof desafiaram na quarta-feira o presidente francês Nicolas Sarkozy a aumentar a ajuda à África, dizendo que a França não está cumprindo os compromissos que assumiu numa cúpula do G8 em 2005.

O vocalista do U2 e o ex-cantor dos Boomtown Rats, que exerceram papel ativo nos concertos Live 8, em apoio à ajuda emergencial e alívio da dívida, disseram que é "vergonhoso" o fato de os líderes do G8 não terem cumprido as promessas que fizeram às populações mais pobres do mundo.

Em Gleneagles, Escócia, em 2005, os integrantes do G8 prometeram dobrar até 2010 a ajuda prestada à África. Mas, de acordo com relatório do grupo DATA divulgado em Paris pelos roqueiros, na quarta-feira, até agora o G8 cumpriu apenas 14 por cento do que prometeu.

O relatório do DATA diz que a França é um dos países que mais deixam a desejar, tendo diminuído a ajuda que presta à África subsaariana em 66 milhões de dólares entre 2006 e 2007 e até agora fornecido menos de 7 por cento dos recursos prometidos em Gleneagles.

De acordo com o relatório, dos sete países que assumiram compromissos com a África em Gleneagles, apenas a Itália está se saindo pior que a França, tendo reduzido a ajuda prestada desde 2005, em valores líquidos. A melhor performance é a do Japão, que já cumpriu suas promessas.

Geldof e Bono consideram que é especialmente chocante o fato de a França descumprir o que prometeu, em vista do relacionamento forte que mantém com muitos países africanos, devido a seu passado colonial, e também a seu histórico de defensora dos direitos humanos desde a Revolução de 1789.

Eles também escolheram a França como alvo especial de críticas porque Paris está prestes a assumir a presidência rotatória da UE, e eles esperam que um aumento da assistência francesa possa motivar os outros membros europeus do G8, Alemanha, Itália e Grã-Bretanha, a também fazer mais.

E os roqueiros querem que a França, uma das principais beneficiárias da contestada Política Agrícola Comum da UE, faça um esforço maior para reformar o sistema de subsídios agrícolas que, segundo eles, prejudica os agricultores africanos.

 
<p>Bono e Bob Geldof desafiam Sarkozy a cumprir promessas &agrave; &Aacute;frica. Personalidades, entre elas o cantor Bono e Bob Geldof, em coletiva de imprensa do DATA. Os roqueiros ativistas desafiaram  o presidente franc&ecirc;s Nicolas Sarkozy a aumentar a ajuda &agrave; &Aacute;frica. 18 de junho. Photo by Benoit Tessier</p>