Morre o guru indiano dos Beatles, Maharishi Mahesh Yogi

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008 10:40 BRST
 

Por Alexandra Hudson

AMSTERDÃ (Reuters) - O guru dos Beatles, Maharishi Mahesh Yogi, que apresentou a meditação transcendental ao Ocidente, morreu durante a noite em sua residência na Holanda, informaram assessores dele na quarta-feira. Consta que teria 91 anos de idade.

O recluso místico indiano ganhou fama internacional repentina em 1968, quando os Beatles --John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr-- o visitaram, nos contrafortes do Himalaia, para aprender suas técnicas de meditação transcendental.

Imagens filmadas dos quatro Beatles sentados com as pernas cruzadas, usando vestes brancas e com guirlandas de flores na cabeça, foram difundidas pelo mundo. Mike Love, dos Beach Boys, o cantor britânico Donovan e a atriz americana Mia Farrow foram juntar-se aos Beatles nas sessões.

"A morte do Maharishi é muito triste", comentou Love. "Mas eu sou um entre milhões de pessoas gratas por aquilo que ele nos transmitiu. Vamos sentir saudades de você, mas sua grande luz vai continuar a brilhar."

Depois de ensinar outros ícones dos anos 1960 e 1970, o Maharishi, com sua longa barba e longos cabelos brancos, ganhou seguidores em todo o mundo. Mais de 5 milhões de pessoas estudaram seus métodos.

"Sua Santidade Maharishi Mahesh Yogi... morreu tranquilamente", disse em comunicado à imprensa o Movimento Global pelo País da Paz, do Maharishi.

"O trabalho do Maharishi foi concluído. Ele fez o que se propôs a fazer em 1957: deitar as bases para um mundo pacífico. Agora o Maharishi está sendo recebido de braços abertos no paraíso."

Em 1990 o Maharishi transferiu sua sede para o pequeno povoado de Vlodrop, no sul da Holanda. Uma cerimônia memorial será realizada ali na quinta-feira, segundo um porta-voz, antes do funeral, previsto para acontecer no rio Ganges, na Índia.