Após morte de ator, Bush adia evento contra abuso de remédios

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008 13:06 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos EUA, George W. Bush, adiou um evento marcado para quarta-feira e no qual divulgaria uma campanha de prevenção contra o consumo abusivo de remédios controlados.

A decisão foi tomada depois da morte do ator Heath Ledger, provocada possivelmente devido a uma overdose de medicamentos, afirmou a Casa Branca.

"Sentimos que seria melhor não realizar nenhum evento hoje em vista da tragédia de ontem, envolvendo a morte desse estimado ator", afirmou Dana Perino, porta-voz do governo.

"Não desejamos ninguém imaginando que estamos tentando nos aproveitar dessa história de alguma forma."

Bush deveria falar de manhã sobre uma campanha de anúncios de TV alertando para o perigo do uso abusivo de remédios controlados. A campanha é realizada pelo Escritório Nacional para Políticas de Controle de Drogas.

Ledger, 28, nomeado para o Oscar pelo papel que desempenhou no filme "O Segredo de Brokeback Mountain", foi encontrado morto em seu apartamento de Manhattan, na terça-feira. A polícia trabalha com a hipótese de overdose de medicamentos.

(Reportagem de Tabassum Zakaria)

 
<p>O presidente dos EUA, George W. Bush, adiou um evento marcado para quarta-feira e no qual divulgaria uma campanha de preven&ccedil;&atilde;o contra o consumo abusivo de rem&eacute;dios controlados. Photo by Arnd Wiegmann</p>