Empresa de Jimi Hendrix diz que vídeo sexual não é autêntico

sexta-feira, 2 de maio de 2008 12:07 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A empresa que controla os direitos sobre a música e a imagem do guitarrista Jimi Hendrix disse na quinta-feira que um vídeo que está sendo vendido na Internet e supostamente mostra o músico fazendo sexo não é autêntico.

"Contestamos fortemente a autenticidade do vídeo", disse a empresa Experience Hendrix em comunicado à imprensa.

"Vemos a divulgação desse vídeo como nada além de uma tentativa sórdida de ganhar dinheiro com a imagem e a reputação de um artista morto, que não pode se defender contra tais alegações ultrajantes e infundadas", disse a firma sediada em Seattle.

No início da semana, a empresa de vídeos para adultos Vivid Entertainment, de Los Angeles, lançou um DVD de 45 minutos que inclui 11 minutos de imagens filmadas há aproximadamente 40 anos, mostrando um homem de aparência semelhante à de Hendrix transando com duas morenas não identificadas num quarto mal iluminado.

A Vivid disse que consultou vários especialistas, incluindo mulheres que conheceram o guitarrista, para autenticar a imagem de Hendrix no vídeo. A empresa disse que comprou a fita de um indivíduo que a adquiriu de um colecionador que a encontrou.

Em comunicado divulgado na quinta-feira, o co-presidente da Vivid Entertainment, Steven Hirsch, disse que as declarações da Experience Hendrix "não refutam de maneira alguma a autenticidade" do vídeo.

"Estamos muito tranquilos na certeza de que este vídeo é real", disse Hirsch.

Outros também questionam a autenticidade do vídeo, entre eles Charles Cross, autor de uma biografia de Jimi Hendrix, "Room Full of Mirrors". Ele disse ao New York Times que o vídeo "não é próprio de Jimi" e que já vira o filme quando fazia suas pesquisas para o livro.

O DVD está disponível para compras online e a Vivid disse que a partir da próxima terça-feira também estará nas lojas.

Jimi Hendrix é considerado um dos maiores guitarristas de rock de todos os tempos, tendo criado sucessos como "Hey Joe", "Purple Haze" e "Foxy Lady". Ele morreu aos 27 anos de idade, em 1970, em Londres.

Além de vender vídeos adultos, a Vivid já distribuiu o vídeo sexual notório da atriz Pamela Anderson e do roqueiro Tommy Lee.