Divórcio de McCartney deve chegar à segunda semana no tribunal

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 13:04 BRST
 

Por Paul Majendie

LONDRES (Reuters) - A batalha do divórcio entre Paul McCartney e a ex-modelo Heather Mills deve se prolongar por uma segunda semana.

Está em jogo uma parte da fortuna do ex-Beatle, de 825 milhões de libras, e uma decisão que pode fixar um precedente legal importante envolvendo casamentos de curta duração de pessoas muito ricas.

Após cinco dias de argumentação legal, as esperanças de solução caíram por terra quando autoridades revelaram que a Sala 34 do tribunal onde está sendo tratado a portas fechadas um dos divórcios mais noticiados do show business já foi reservada até segunda-feira.

Mills, de 40 anos, cujo casamento com o ícone pop de 65 anos durou menos de quatro anos, está representando a si mesma no processo contra McCartney, representado pelo advogado de divórcios Nicholas Mostyn, conhecido por trabalhar em divórcios envolvendo grandes somas de dinheiro.

Acredita-se que Mills, que despediu seus advogados, esteja pedindo 50 milhões de libras, mas McCartney, um dos fundadores do grupo pop mais famoso do mundo, estaria oferecendo menos da metade desse valor.

Ao chegar ao Real Tribunal de Justiça na sexta-feira, tanto Mills quanto McCartney se mantiveram em silêncio, enquanto carrinhos repletos de documentos e arquivos legais eram trazidos à corte por cada uma das partes.

McCartney não deu qualquer informação sobre o andamento do processo, e Mills se mostrou igualmente calada.

McCartney casou-se com Mills em 2002, quatro anos após a morte de sua primeira mulher, Linda, de câncer de mama. Os dois têm uma filha de 4 anos, Beatrice.   Continuação...

 
<p>O cantor e compositor brit&acirc;nico Paul McCartney (direita) e sua advogada Fiona Shackelton chegam ao tribunal em Londres. A batalha do div&oacute;rcio entre McCartney e a ex-modelo Heather Mills deve se prolongar por uma segunda semana. Photo by Dylan Martinez</p>