Britney deixa hospital e volta a ser perseguida por fotógrafos

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 09:04 BRST
 

Por Dan Whitcomb

LOS ANGELES (Reuters) - A pop star Britney Spears foi perseguida na quarta-feira por fotógrafos pelas ruas de Los Angeles, depois de uma alta repentina do hospital onde passava por tratamento psiquiátrico.

Britney, que chegara ao Centro Médico UCLA de ambulância e sob escolta policial, há uma semana, saiu discretamente, segundo o Los Angeles Times, ajudada por um pequeno grupo de seguranças.

Mas os paparazzi conseguiram apanhá-la depois que ela foi para casa e saiu novamente. A TV mostrou pelo menos 12 fotógrafos cercando sua Mercedes preta.

A cantora de 26 anos foi perseguida no trajeto rumo ao hotel Beverly Hills, até que a polícia chegasse para dissolver o tumulto e escoltá-la para dentro.

Não está claro por que Britney, que supostamente ficaria duas semanas internada, teve alta. O hospital disse que não comenta assuntos confidenciais de seus pacientes.

Na véspera, vieram à tona documentos judiciais em que a mãe de Britney, Lynne Spears, acusa o auto-intitulado empresário dela, Sam Lutfi, de dopá-la para controlar sua vida.

O pai da cantora, Jamie Spears, e o advogado Andrew Wallete conseguiram o controle temporário sobre os bens dela (inclusive a casa). Um juiz determinou que um psiquiatra avalie se a artista é capaz de entender os procedimentos jurídicos que a cercam.

O mesmo juiz havia proibido que Lutfi se aproximasse dela e suspendera o processo em que Britney e o ex-marido Kevin Federline disputam a custódia dos filhos do casal.

 
<p>Britney Spears assite jogo da NBA em Los Angeles, em 30 de mar&ccedil;o de 2007. A pop star Britney Spears foi perseguida na quarta-feira por fot&oacute;grafos pelas ruas de Los Angeles, depois de uma alta repentina do hospital onde passava por tratamento psiqui&aacute;trico. Photo by Lucy Nicholson</p>