Cantor Chris Brown admite violação de condicional e segue preso

sexta-feira, 9 de maio de 2014 20:40 BRT
 

LOS ANGELES, 9 Mai (Reuters) - O cantor de R&B Chris Brown foi condenado a 365 dias de prisão nesta sexta-feira, depois de admitir em um tribunal de Los Angeles que violou sua liberdade condicional decorrente de uma agressão em 2009 contra a sua então namorada, a cantora pop Rihanna.

Brown, preso desde 14 de março, pode ficar mais 131 dias na cadeia como parte de sua sentença, embora possa ter a pena diminuída pela metade por bom comportamento. Até agora, Brown ganhou 234 dias de "crédito" na prisão.

O cantor premiado com o Grammy, de 25 anos, admitiu ter violado sua liberdade condicional ao cometer um crime em Washington. Brown foi preso na capital dos Estados Unidos no ano passado por supostamente dar socos e quebrar o nariz de um homem que tentou sair em uma foto que estava sendo tirada do cantor com dois fãs.

Se Brown não tivesse admitido a violação da liberdade condicional, ele teria arriscado uma possível sentença de até quatro anos de prisão na Califórnia.

O cantor também deve passar por terapia e testes aleatórios de drogas como parte de sua sentença, segundo o juiz James Brandlin, da Corte Superior de Los Angeles.

(Reportagem de Eric Kelsey)