Diretor de documentário vencedor do Oscar comete suicídio aos 36 anos

quarta-feira, 14 de maio de 2014 13:58 BRT
 

Por Niklas Pollard e Anna Ringstrom

ESTOCOLMO (Reuters) - O diretor sueco Malik Bendjelloul, cujo documentário "À Procura de Sugar Man" venceu o Oscar no ano passado, se matou, confirmou sua família, dando início a uma série de homenagens a um homem que "corria o mundo em busca de histórias para contar".

A polícia disse que Bendjelloul, que tinha 36 anos, morreu na terça à noite em Estocolmo. Seu irmão depois confirmou os relatos da mídia local sobre o suicídio do diretor.

"Eu posso confirmar que meu irmão tirou a própria vida", disse Johar Bendjelloul em uma mensagem de texto à Reuters.

"À Procura de Sugar Man", montado como um enigma, segue dois jornalistas sul-africanos que tentam encontrar o cantor norte-americano Sixto Rodríguez, após ele ter desaparecido dos olhos do público.

Rodríguez nunca teve reconhecimento nos EUA, mas à sua revelia se tornou um popular e influente ícone musical na África do Sul.

"À Procura de Sugar Man" arrematou a maioria dos prêmios do cinema dos EUA, incluindo o prêmio especial do júri e do público no Festival de Cinema de Sundance.

O documentário também ajudou Rodríguez, hoje com 71 anos, a ganhar notoriedade nos EUA, levando a uma retomada de sua carreira musical.

A Sony Pictures Classics, distribuidora do filme, fez nesta quarta uma das primeiras homenagens ao diretor.   Continuação...