Especialistas tentam desvendar mistério do ‘Quarto Azul’ de Picasso

quinta-feira, 19 de junho de 2014 17:43 BRT
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK (Reuters) - Especialistas em arte irão revirar arquivos, analisar correspondências e dissecar rascunhos e fotografias para tentar identificar o homem misterioso cuja figura foi descoberta sob o quadro "O Quarto Azul", pintura de 1901 de Pablo Picasso.

Varreduras com infra-vermelho revelaram a imagem de um homem bem vestido sob a pintura original, feita durante os primeiros dias do artista em Paris. Os peritos estão ansiosos para saber quem era o homem, que ligação tinha com Picasso, e por que ele pintou outro quadro sobre o retrato.

"Tentaremos identificar, se é que é possível, quem pode ser o homem sentado", disse Susan Behrends Frank, curadora-associada para pesquisas da Coleção Phillips em Washington.

"Estamos tentando reunir informações sobre indivíduos que Picasso pode ter tido a oportunidade de conhecer, ou cujos caminhos ele pode ter cruzado durante suas primeiras e cruciais semanas em Paris", declarou ela.  

Os pesquisadores esperam que o material do Museu Picasso em Barcelona, e de outro museu de Paris, ofereçam pistas para solucionar o quebra-cabeças.

Saber mais sobre o homem exibido sentado com a mão direita tocando a bochecha pode ajudar os pesquisadores a entender o processo e o estilo em transformação do celebrado artista, que morreu na França em 1973 aos 91 anos.

Um curador da Coleção Phillips, uma instituição particular, suspeitou haver algo sob o "O Quarto Azul" ainda nos anos 1950, quando notou inconsistências no padrão das pinceladas. Em 1997, imagens de raio-x revelaram uma imagem borrada que confirmou suas suspeitas.

Mas foi só em 2008, quando a varredura com infra-vermelho foi realizada, que um retrato mais nítido do homem de barba com gravata borboleta foi revelado.   Continuação...