1 de Julho de 2014 / às 19:33 / em 3 anos

Esculturas de bicicletas em Nova York estimulam arte e ciclismo

NOVA YORK (Reuters) - Um artista mexicano de 82 anos está torcendo para que as 122 esculturas de bicicletas que espalhou por toda a cidade de Nova York estimulem as pessoas a pedalar, despertem interesse na arte urbana e criem cidades mais saudáveis e ecológicas.

As esculturas de aço de Gilberto Aceves Navarro pesam mais de 550 quilos, têm de 1,8 metro a 2,4 metros de altura e mostram grandes bicicletas com cicistas desproporcionalmente menores em diferentes posturas.

Os trabalhos, instalados ao longo de uma ciclovia de 16 quilômetros que liga o sul de Manhattan, o centro do Brooklyn e passeios à beira do rio são parte de uma exibição urbana chamada “Las Bicicletas”, que começou nesta terça-feira e vai até 30 de setembro.

“Esta é a maior série de esculturas ao ar livre de um único artista já montada em Nova York”, afirmou Emily Colassaco, a diretora de arte do departamento de transportes da metrópole, sobre as peças.

“É uma grande oportunidade de destacar a arte urbana, nossa infraestrutura ciclística e as ciclovias diante do rio”, disse ela à Reuters.

Aceves Navarro começou a desenhar bicicletas quando tinha meros seis anos de idade. Seu trabalho já foi exposto em mais de 200 exibições e ele tem murais no México, no Japão e nos Estados Unidos. Ele montou sua primeira mostra “Las Bicicletas” em 2008 na Cidade do México.

“Quero que as pessoas tenham contato (com as bicicletas) todos os dias e levem uma lembrança de algo diferente – o que, nem elas têm certeza”, declarou o artista em uma entrevista. “Ver algo incomum... irá abrir as portas da percepção, e isso é importante.”

Centenas de milhares de pessoas devem ver as esculturas em locais com a Ponte de Manhattan e a Brooklyn Heights Promenade, com sua famosa vista do horizonte nova-iorquino, presente em tantos filmes de Hollywood.

“Temos que criar novas condições para usar bicicletas em vez de carros”, declarou o escultor.

Aceves Navarro afirma que a exibição mexicana estimulou o ciclismo na capital, assim como a expansão das ciclovias e uma campanha governamental para divulgar o ciclismo.

As esculturas serão maiores e mais pesadas que as exibidas no México. Segundo Juan Aceves, filho do artista, a exibição será seguida por outro espetáculo de arte urbana com bicicletas no ano que vem em Chicago e na Dinamarca em 2016.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below