Brasileiro nascido em quilombo pode ser pessoa mais velha do mundo

terça-feira, 15 de julho de 2014 18:57 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um brasileiro nascido em um quilombo pode ser a pessoa mais velha do mundo, com 126 anos, de acordo com o asilo onde vive, em Bauru, no interior de São Paulo.

Uma certidão de nascimento emitida por um juiz em 2001 afirma que José Aguinelo dos Santos, morador do abrigo Vila Vicentina, nasceu em 7 de julho de 1888, menos de dois meses após o fim da escravidão, disse Cesar Siqueira, vice-presidente do abrigo.

Santos, no entanto, não tem mais nenhum documento original comprovando sua idade.

O interesse sobre o brasileiro aumentou após a morte em 8 de junho, em Nova York, de Alexander Imich. Segundo a CNN, Imich viveu até os 111 anos e foi considerado em abril o homem mais velho do mundo por uma instituição da Califórnia.

O vice-presidente do abrigo disse que os documentos de Santos foram concedidos por um juiz com base em entrevistas realizados com o senhor supostamente centenário.

"Estamos dizendo apenas que essa é a idade presumida", disse Siqueira, que trabalha no abrigo há 31 anos. "Mas ele é lúcido, pode falar bem e faz praticamente tudo sozinho todos os dias, menos tomar banho."

Santos mora no abrigo Vila Vicentina, que serve de moradia para pobres e indigentes, desde 1973. Ele nasceu em um quilombo e depois mudou-se para o Estado de São Paulo, onde trabalhou em fazendas e plantações de café, segundo Siqueira.

Santos não estava disponível para comentar.

Até 25 de junho, o homem mais velho do mundo era Sakari Momoi, do Japão, com 111 anos e 140 dias, e a mulher mais velha era Misao Okawa, também do Japão, com 116 anos e 112 dias, de acordo com o Gerontology Research Group.

(Por Jeb Blount)