Robin Williams estava sóbrio e em estágio inicial do Mal de Parkinson, diz esposa

quinta-feira, 14 de agosto de 2014 16:32 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O ator norte-americano Robin Williams estava sóbrio e nos estágios iniciais do Mal de Parkinson, e também sofria de ansiedade e depressão, no momento do seu aparente suicídio, afirmou a mulher dele em um comunicado nesta quinta-feira.

Susan Schneider disse que o ator "ainda não estava pronto para compartilhar publicamente" a sua luta contra o Mal de Parkinson.

"É nossa esperança, após a trágica morte de Robin, que os outros encontrem força para buscar o cuidado e apoio de que necessitam para enfrentar qualquer batalha que estejam travando e possam se sentir menos aflitos", disse Schneider no comunicado.

O ator de 63 anos, já premiado com o Oscar, foi encontrado enforcado em sua casa na região de San Francisco, nos Estados Unidos, por uma assistente pessoal na segunda-feira. Ele trabalhou em diversos filmes, entre eles "Uma Babá Quase Perfeita" e "Gênio Indomável".

Williams já havia falado publicamente sobre sua luta contra o álcool e recentemente havia entrado em um centro de reabilitação de Minnesota para se manter sóbrio.

A morte de Williams, que ficou famoso na década de 1970 com seu estilo cômico hiperativo inovador, sacudiu Hollywood e provocou uma onda de homenagens de atores, diretores, políticos e gerações de fãs.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)

 
Robin Williams e Susan Schneider durante evento do filme "Surpresa em Dobro", em 9 de novembro de 2009.   REUTERS/Fred Prouser