Repressão a drogas na China atinge celebridades

terça-feira, 19 de agosto de 2014 12:26 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O aprofundamento do esforço da China para reprimir o uso de drogas envolveu uma série de celebridades recentemente, entre elas o filho do ator Jackie Chan, enquanto o governo intensifica uma campanha contra a extravagância e a decadência.

O presidente chinês, Xi Jinping, prometeu combater a corrupção e os excessos na elite, grande fonte de descontentamento público à medida que a distância entre ricos e pobres vai se ampliando.

O ator e cantor Jaycee Chan, de 32 anos, foi preso em Pequim depois de ser flagrado em um teste por consumo de maconha, e a polícia encontrou 100 gramas da droga em sua casa.

A polícia também prendeu o astro de cinema taiwanês Ko Chen-tung, de 23 anos, novamente por consumo de maconha, relatou a agência estatal de notícias Xinhua.

Chan e Ko foram detidos no centro de Pequim depois que a polícia recebeu uma dica dos moradores, segundo o jornal estatal Global Times.

O uso de drogas na China, especialmente drogas sintéticas e metanfetamina, quetamina e ecstasy, aumento na mesma proporção do surgimento de uma nova classe urbana com renda disponível maior.

Xi clamou por um expurgo das chamadas “quatro práticas”: tradicionalismo, burocracia, hedonismo e extravagância. Em junho ele disse que o país irá “reprimir duramente” os narcóticos, informou a mídia estatal.

A empresa que administra a carreira de Jackie Chan, M’Stones International Corp, emitiu um comunicado em nome de Jaycee dizendo estar a seu lado.

Crimes relacionados a drogas recebem sentenças severas na China, incluindo prisão perpétua e pena de morte em casos graves.   Continuação...