Festival de Veneza estreia com festas, glamour e coquetel com pó de ouro

quinta-feira, 28 de agosto de 2014 16:43 BRT
 

Por Michael Roddy

VENEZA (Reuters) - Pode não haver lugar mais arrebatador do que Veneza para se dar uma festa. Talvez por isso, para abrir o 71o Festival de Cinema de Veneza, houve duas delas – uma após a outra, repletas de glamour, cozinha gourmet e um coquetel feito com pó de ouro.

A atriz Francesca Rocco, de Milão, de certa forma resumiu o clima geral das duas festanças aparecendo em um vestido branco longo, semelhante ao de uma noiva, com um corpete de lantejoulas prateadas.

Ela disse ter sido feito para ela por uma estilista italiano e que deveria se chamar "Fabuloso".

Também foi assim que ela disse se sentir caminhando pelo tapete vermelho do Hotel Excelsior, na praia do Lido, na noite de quarta-feira para comparecer à festa de gala da noite de abertura do evento.

A cerimônia foi realizada sob duas tendas brancas enormes próximas das ondas suaves do mar Adriático, com mesas iluminadas com candelabros que acomodaram mil pessoas para um banquete magnífico.

“É maravilhoso, estou em uma fábula”, declarou Rocco, estreante no evento, depois de passar pela barreira de fotógrafos que gritavam seu nome para chamar sua atenção.

Na marquise à beira-mar, as hordas famintas avançaram em um bufê que se estendia por boa parte do perímetro das duas tendas, com uma variedade de carnes, vegetais, frutas, queijos e sobremesas, incluindo uma onde estavam exibidas como se em um bolo de casamento.

Também havia fartura de vinho e champanhe, provavelmente um ingrediente essential do que Frank Mannion, produtor de filmes irlandês sediado em Londres sentado ao lado de uma estrela da música pop albanesa, entre outros convidados, disse ser a largada de “um dos grandes festivais de cinema”.   Continuação...

 
Logo do 71o Festival de Cinema de Veneza, na Itália. 26/8/2014.  REUTERS/Tony Gentile