Maestro da Ópera Estatal de Viena deixa o cargo após divergências

sexta-feira, 5 de setembro de 2014 09:07 BRT
 

VIENA (Reuters) - Franz Welser-Moest, um dos mais renomados maestros da Áustria, pediu demissão do cargo de diretor musical da famosa Ópera Estatal de Viena apenas alguns dias depois do início da temporada de 2014-15 na cidade, alegando desentendimento artístico com o diretor.

Em um breve comunicado nesta sexta-feira, ele disse que tinha informado o diretor artístico Dominique Meyer sobre sua decisão de renunciar, citando "diferenças artísticas de longa data que não foram resolvidas em várias discussões".

A saída abrupta do premiado Welser-Moest - que já por duas vezes conduziu o concerto de ano-novo da Filarmônica de Viena, transmitido ao vivo para todo o mundo - deixa a Ópera em dificuldades para encontrar um substituto.

Em um comunicado à Agência de Imprensa da Áustria, Meyer disse que lamenta a saída do condutor.

"Esta é, naturalmente, uma grande perda e é claro que também me entristece porque eu, pessoalmente, valorizo Franz Welser-Moest como artista e diretor", disse ele.

"Minha preocupação e objetivo principal é encontrar o mais rápido possível um substituto adequado para as apresentações que ele deveria realizar na Ópera Estatal de Viena, em 2014/15: 34 performances, incluindo as duas estreias de Rigoletto e Elektra que foram planejadas com ele", acrescentou Meyer.

Welser-Moest, 54, também é diretor musical da Orquestra de Cleveland.

(Reportagem de Michael Shields)