Justiça canadense retira ação contra Justin Bieber

segunda-feira, 8 de setembro de 2014 12:15 BRT
 

TORONTO (Reuters) - Uma acusação de agressão contra o astro pop Justin Bieber foi retirada em um tribunal de Toronto nesta segunda-feira depois que o promotor disse que não havia nenhuma perspectiva razoável de condenação, informou a imprensa local, encerrando uma batalha legal para o astro canadense, ao mesmo tempo que uma outra tem início.

Bieber foi acusado em janeiro de agressão a um motorista de limusine em Toronto, que teria ocorrido em dezembro. O motorista alegou ter recolhido seis pessoas, incluindo Bieber, diante de uma casa noturna e acusou o cantor de tê-lo golpeado na cabeça por várias vezes durante uma briga no caminho para um hotel.

O advogado de Bieber e o promotor canadense não puderam ser imediatamente contatados para comentar nesta segunda-feira o arquivamento da ação.

Bieber, de 20 anos, ainda enfrenta outros problemas legais no Canadá. Ele foi preso e acusado de agressão e direção perigosa há pouco mais de uma semana, perto da cidade de Stratford, Ontário, onde ele cresceu.

As acusações foram feitas após dois motoristas terem entrado em "altercação física", disse a polícia, em 29 de agosto, depois de uma minivan e um veículo 4x4 colidirem perto de Stratford. Bieber tinha ido visitar a área com Selena Gomez, cantora pop e ex-estrela da Disney TV. Os dois mantêm há quatro anos um relacionamento, com idas e vindas.

Bieber, cujas canções de sucesso incluem "Boyfriend" e "Beauty and a Beat", é um dos alvos preferidos dos paparazzi, mas vem atraindo mais atenção ultimamente por seus problemas com a Justiça.

(Reportagem de Andrea Hopkins)

 
Cantor Justin Bieber em foto na polícia de Miami Beach, Flórida, divulgada à Reuters.  23/1/2014 iguilty to the charges. REUTERS/Miami Beach Police Dept