Leonardo DiCaprio é nomeado mensageiro da paz da ONU para assuntos climáticos

terça-feira, 16 de setembro de 2014 18:11 BRT
 

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O ator de Hollywood e ativista ambiental Leonardo DiCaprio foi nomeado mensageiro da paz das Nações Unidas, um título que usará para chamar atenção sobre a mudança climática, disse o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira. 

DiCaprio discursará em uma reunião da cúpula da ONU sobre mudança climática no dia 23 de setembro, um dia antes da reunião anual dos líderes mundiais na Assembleia Geral da ONU. Muitos líderes dos 193 Estados membros das Nações Unidas são esperados na reunião sobre o clima. 

"Leonardo DiCaprio não é só um dos principais atores do mundo", disse Ban. "Ele tem um compromisso já antigo com as causas ambientais, incluindo com a sua fundação". 

Em 1998 o ator estabeleceu a Fundação Leonardo DiCaprio, cuja missão é proteger os últimos lugares selvagens da Terra e construir uma relação harmoniosa entre a humanidade e o mundo natural, disse a ONU em comunicado. A organização já contribuiu com verbas para proteger tigres no Nepal, elefantes selvagens, e animais marinhos, incluindo tubarões. 

"Eu sinto uma obrigação moral de falar nesse momento chave na história da humanidade - é um momento para agir", disse DiCaprio no comunicado. "Como responderemos à crise climática nos próximos anos irá provavelmente determinar o destino da humanidade e do nosso planeta." 

DiCaprio, de 39 anos, acrescentou que era uma honra para ele aceitar a nomeação. 

O ator indicado ao Oscar pelos filmes "O Lobo de Wall Street" e "O Aviador" se junta a celebridades como Audrey Hepburn e Angelina Jolie, que já representaram várias organizações da ONU. 

Atualmente há 11 outros mensageiros da paz e um embaixador da boa vontade, disse a ONU. Outros mensageiros que representam e colaboram com a entidade em uma série de questões incluem os atores Michael Douglas e Charlize Theron, e o autor e sobrevivente do Holocausto Elie Wiesel. 

(Reportagem de Louis Charbonneau) 

 
Leonardo DiCaprio em cerimônia do Oscar, no dia 2 de março de 2014.   REUTERS/Lucas Jackson