Longe do agito de Hollywood, Festival de Cinema de Nova York foca na qualidade

segunda-feira, 22 de setembro de 2014 13:53 BRT
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK (Reuters) - Cannes tem os cobiçados prêmios e Sundance possui os acordos lucrativos, mas o Festival de Cinema de Nova York, livre de premiações e marketing, atesta para si uma simples missão: apresentar a melhor seleção entre os filmes do ano.

A 52ª edição do evento anual, que começa na próxima sexta-feira, é para "amantes do cinema de todas as matizes e níveis de conhecimento", disse o diretor do festival, Kent Jones. A programação de 17 dias inclui uma mostra principal com 30 longas metragem e uma retrospectiva de trabalhos do diretor vencedor do Oscar Joseph L. Mankiewicz.

No passado, o festival chegou a ser criticado por ser esnobe e dedicado apenas a cinéfilos, mas recentemente o evento tem incluindo filmes mais comerciais, além dos autorais.

Jones disse que o processo de seleçao tem como objetivo encontrar e apresentar os melhores filmes.

"Eu não me esforço por nenhum tipo de mescla, porque o processo de seleção é mais uma questão de somente seguir nossos instintos", disse Jones, que também está a frente do comitê de seleção.

Entre as estreias mundiais está "Citizenfour", da documentarista Laura Poitras, que discorre sobre Edward Snowden, responsável pelo vazamento de informações confidenciais da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês).

Poitras trabalhava em um filme sobre abusos em nome da segurança nacional quando começou a receber emails de Snowden, que no início usava o pseudônimo "citizen four".

"Garota Exemplar", a adaptação do diretor David Fincher para um romance bestseller de Gillian Flynn sobre o fim de um casamento, também será visto em público pela primeira vez ao abrir o festival.   Continuação...

 
Diretor David Fincher, cujo filme "Garota Exemplar" será exibido no Festival de Nova York. 13/01/2012 REUTERS/Fred Prouser