ENTREVISTA–Diretor Christopher Nolan fala de seus desafios em "Interestelar"

sexta-feira, 7 de novembro de 2014 16:20 BRST
 

Por Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - Depois de reformular a figura do super-herói com o realismo sombrio da trilogia "Batman – O Cavaleiro das Trevas" e dissecar a manipulação dos sonhos em "A Origem", o diretor Christopher Nolan parte rumo à fronteira final.

"Interestelar", que estreia nos cinemas norte-americanos nesta sexta-feira, levou Nolan ao que ele descreveu como a mais profunda exploração espacial vista no cinema. O filme equilibra a intimidade de um relacionamento entre pai e filha com o pano de fundo de uma jornada intergalática para salvar a humanidade.

Nolan, de 44 anos, conversou com a Reuters sobre a escalação como protagonista de Matthew McConaughey, já premiado com o Oscar, os desafios de construir “Interestelar” e do efeito de "Gravidade".

Pergunta: O que Matthew McConaughey simboliza como Cooper?

Resposta: Ele tem as qualidades ideais. Cooper, ele é um piloto, e o bacana do ícone norte-americano representado pelo piloto, Chuck Yeager, é que existe um pouco do caubói nele. E acho que Matthew incorpora essa sensação maravilhosa, 'pé no chão', do homem comum que tem uma grande integridade e é extremamente competente, alguém em quem você confia para te guiar nessa história, te conduzir nessa jornada.

P: Qual foi seu maior desafio para equilibrar uma história de família íntima com uma jornada intergalática?   Continuação...

 
O diretor Christopher Nolan chega à pré-estreia do filme "Interestelar", em Nova York, nos Estados Unidos, na segunda-feira. 03/11/2014 REUTERS/Carlo Allegri