"Birdman" recebe sete indicações ao Globo de Ouro e desponta como favorito de premiações

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 18:45 BRST
 

Por Mary Milliken e Piya Sinha-Roy

BEVERLY HILLS, Estados Unidos (Reuters) - Sátira surreal do mundo do entretenimento, o filme "Birdman", louvado pelos críticos por sua narrativa inovadora, liderou as indicações ao Globo de Ouro nesta quinta-feira, sendo nomeado em sete categorias e surgindo como favorito na temporada de premiações de Hollywood.

Mais de dois meses antes do Oscar, as indicações da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood sugerem uma batalha entre "Birdman" e "Boyhood", que teve cinco indicações e também ampliou as fronteiras cinematográficas.

Mas na cerimônia do Globo de Ouro, em 11 de janeiro, os dois irão competir em categorias diferentes: "Birdman" como melhor comédia ou musical e "Boyhood" na mais cobiçada corrida pelo prêmio de melhor drama.

O filme sobre os anos de amadurecimento de um garoto, rodado durante 12 anos com o mesmo elenco, pode ser desafiado pela cinebiografia "O Jogo da Imitação", também indicado a cinco prêmios.

"Birdman" foi dirigido pelo cineasta mexicano Alejandro G. Iñárritu e traz Michael Keaton como um ator decadente de filmes de super-herói tentando retomar a carreira na Broadway. Consiste do que aparenta ser uma única tomada através dos recessos de um teatro da Broadway, tecendo um comentário ácido sobre a celebridade.

“Embora às vezes tenha parecido que estávamos voando sem rede de proteção neste experimento cinematográfico maluco, ele me trouxe uma alegria enorme”, disse Iñárritu a respeito das sete indicações, incluindo de melhor diretor para ele.

A grande omissão foi o drama da Segunda Guerra Mundial "Invencível", segundo filme de Angelina Jolie na direção, que não recebeu nenhuma indicação.

Mas "Selma", produção biográfica sobre Martin Luther King, foi lembrado em quatro categorias, inclusive de melhor diretor para a relativamente novata Ava DuVernay, única mulher competindo nesta categoria.   Continuação...

 
O ator norte-americano Michael Keaton no tapete vermelho do filme "Birdman", no Festival de Cinema de Veneza, na Itália, em agosto. 27/08/2014 REUTERS/Tony Gentile