Terceiro “Uma Noite no Museu” traz última atuação de Robin Williams

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 16:43 BRST
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK (Reuters) - Na terceira parte da lucrativa franquia “Uma Noite no Museu”, que já arrecadou quase 1 bilhão de dólares mundialmente, os realizadores quiseram fazer um filme sobre despedida.

Quis o destino que a sequência, intitulada “Uma Noite no Museu 3”, fosse a última atuação do lendário comediante Robin Williams diante das câmeras, e a penúltima do veterano nonagenário Mickey Rooney, ambos falecidos em 2014.

Os créditos de “Uma Noite no Museu 3”, que estreia nos cinemas dos Estados Unidos na sexta-feira, trazem as frases “Com amor à lembrança de Mickey Rooney” e “Para Robin Williams – a mágica nunca termina”.

No filme mais recente, cuja trama poderia ser melhor descrita como “Uma Noite no Museu Britânico”, Stiller, seu filho adolescente e os personagens renascidos do museu devem viajar a Londres para salvar a frágil placa mágica que anima as exposições do museu de história natural todas as noites.

Ben Stiller volta no papel de segurança noturno, Owen Wilson e Steve Coogan como o diminuto caubói Jedediah e o centurião romano Octavius, respectivamente, Ricky Gervais como o gerente do museu e Williams na pele do presidente norte-americano Teddy Roosevelt.

“Ele estabeleceu um padrão realmente alto”, disse Stiller sobre Williams, prestando homenagem à bondade e à generosidade do ator. Ele afirmou jamais ter deixado de ser um fã de Williams durante a filmagem das três partes, sentimento ecoado pelo diretor, Shawn Levy.

 
Robin Williams durante evento em Los Angeles em 2011. 30/11/2011. REUTERS/Fred Prouser