China acusa filho de Jackie Chan de crimes relacionados a drogas

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 09:38 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A procuradoria pública da China informou nesta segunda-feira ter acusado formalmente Jaycee Chan, filho do astro de filmes de kung fu Jackie Chan, de delitos relacionados a drogas, tornando quase certo que ele seja levado a julgamento.

O jovem Chan, de 32 anos e também ator e cantor, foi preso em Pequim este ano após exame positivo para o uso de maconha, e a polícia disse ter encontrado 100 gramas da droga em sua casa.

Em um breve comunicado em seu microblog oficial, a Procuradoria Suprema do Povo disse ter aberto os procedimentos legais contra ele pelo "crime de abrigar outras pessoas para o uso de drogas", sem dar mais detalhes.

O presidente Xi Jinping disse em junho que a China iria "reprimir severamente" as drogas, de acordo com a mídia estatal.

O astro de comédias de ação Jackie Chan, de 60 anos, foi porta-voz do Comitê Nacional Antidrogas chinês em 2009, segundo a mídia estatal, tendo a tarefa de promover a prevenção ao uso de drogas.

Jaycee Chan não estava disponível para comentar. Em agosto, seu pai ofereceu desculpas profundas ao público pela prisão de seu filho.

A China deteve uma série de outras celebridades de menor destaque nos últimos meses sob acusações relacionadas às drogas, em casos que têm tido ampla repercussão tanto em mídias estatais como nas redes sociais.

As detenções incluem estrelas de cinema e TV, diretores de filmes e um proeminente roteirista.

Crimes ligados a drogas possuem severas punições na China, incluindo morte ou prisão perpétua nos casos mais sérios.

Drogas ilegais, especialmente substâncias sintéticas como metanfetamina, cetamina e ecstasy, têm ficado cada vez mais populares na China, na esteira do aumento no número de habitantes urbanos com rendimentos maiores.

(Reportagem de Ben Blanchard)

 
Ator Jaycee Chan, filho do astro Jackie Chan, durante uma premiação de cinema em Hong Kong. 19/08/2009. REUTERS/Bobby Yip