Sony Pictures disponibiliza "A Entrevista" online nesta quarta-feira

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014 16:42 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - A Sony Pictures disponibilizará a comédia "A Entrevista" online a partir desta quarta-feira por meio de plataformas de vídeo do Google, da Microsoft e da própria Sony, informou o estúdio.

A Sony, que na semana passada cancelou o lançamento da comédia --sobre dois apresentadores de TV que são enviados à Coreia do Norte para assassinar o líder Kim Jon Un-- está agora buscando formas de ampliar a distribuição para além de um pequeno grupo de cerca de 200 cinemas independentes.

O filme, que levou ao ataque cibernético mais destrutivo tendo como alvo uma empresa nos Estados Unidos, estaria disponível a partir das 10h00 locais (16h00 de Brasília) no Google Play, YouTube Movies, Microsoft's Xbox Video e em um site próprio (www.seetheinterview.com).

Os sites irão oferecer a comédia, estrelada por Seth Rogen e James Franco, para aluguel por 5,99 dólares ou para compra por 14,99 dólares.

"Era essencial para nosso estúdio lançar esse filme, especialmente dado o ataque contra nosso negócio e nossos funcionários por aqueles que querem acabar com a liberdade de expressão", disse o presidente-executivo da Sony Entertainment, Michael Lynton, em comunicado.

"Escolhemos o caminho da distribuição digital primeiro, para atingir o máximo de pessoas possível no dia de lançamento, e continuaremos a buscar outros parceiros e plataformas para expandir o lançamento."

A Sony disse na terça-feira que estava tentando garantir outras plataformas para atingir a maior audiência possível depois que grandes redes de cinemas se recusaram a lançá-lo. Isso se seguiu a ameaças de ataques no estilo de 11 de setembro de um grupo que provocou constrangimento na Sony ao divulgar uma série de e-mails e outras informações confidenciais.

O presidente norte-americano Barack Obama culpou na semana passada a Coreia do Norte pelos ataques cibernéticos, somando-se às críticas de políticos e atores de Hollywood, assim como roteiristas e diretores, que acusaram a Sony de se render à censura.

Nenhuma operadora de TV a cabo ou via satélite concordou até agora em disponibilizar "A Entrevista" por meio de vídeo sob demanda.

A CNN, que informou em primeira mão que a Sony estava em negociações com o YouTube para lançar o filme, disse que o estúdio também negociou com a Apple para disponibilizar a comédia em sua loja iTunes, mas as negociações não foram adiante.

(Por Eric Kelsey e Mary Milliken)