Sindicato dos Produtores dos EUA indica “Birdman”, “Boyhood” e produções pequenas para prêmio

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 18:10 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - "Birdman" e "Boyhood: Da infância à juventude", dois dos filmes favoritos para as premiações de Hollywood deste ano, foram indicados nesta segunda-feira junto com um bom número de filmes pequenos para o principal prêmio do Sindicato dos Produtores dos Estados Unidos, indicador confiável para a disputa do Oscar de melhor filme.

Entre os dez filmes indicados para produção destacada, estavam o drama “O Abutre” e a história da obsessão de um baterista “Whiplash: Em busca da perfeição”, duas produções pequenas independentes com chances no Oscar.

As duas ausências que chamaram a atenção, que estrearam no dia 25 de dezembro, foram o segundo filme dirigido por Angelina Jolie, “Invencível”, uma história de sobrevivência durante a Segunda Guerra, e o drama sobre direitos civis “Selma”.

“Sniper Americano”, retrato de um herói de guerra no Iraque por Clint Eastwood, entrou na lista, assim como duas cinebiografias britânicas, “O Jogo da Imitação” e “A Teoria de Tudo”.

Completaram as indicações “Garota Exemplar”, adaptação de um sucesso literário, “Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”, tragédia sobre lutadores norte-americanos, e a comédia “O Grande Hotel Budapeste”.

"Birdman", uma sátira sobre o show business, e "Boyhood", um drama filmado durante 12 anos com os mesmos atores, entram na temporada de premiação como favoritos. A temporada começa neste domingo com o Globo de Ouro.

O Sindicato dos Produtores dos Estados Unidos tem 6.700 membros e nos últimos sete anos de premiação escolheu como vencedor a produção que acabaria levando o Oscar de melhor filme.

O sindicato realiza a sua premiação em 24 de janeiro, enquanto a festa do Oscar é 22 de fevereiro.

(Reportagem de Mary Milliken)

 
Integrantes do elenco de "Boyhood" e diretor no festival de Berlim( (E-D): Patricia Arquette, Ellar Coltrane e Lorelei Linklater, com diretor, roteirsta e produtor Richard Linklater, no tapete vermelho para promover "Boyhood" durante festival de Berlim. 13/2/2014 REUTERS/Tobias Schwarz