Bess Myerson, primeira Miss América judia, morre aos 90 anos

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 20:07 BRST
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Bess Myerson, de 90 anos, primeira Miss América judia e companhia frequente do finado prefeito de Nova York Ed Koch, morreu depois de uma longa batalha contra a demência.

Myerson, nascida no Bronx, que foi comissária de assuntos culturais de Koch e frequentemente aparecia segurando a mão dele, morreu em 14 de dezembro na sua casa em Santa Mônica, na Califórnia, disse nesta segunda-feira Ed Winter, legista do Condado de Los Angeles.

Seu gabinete não tinha informações sobre a causa da morte.

A sua variada carreira incluiu participação em programas na TV e o posto de primeira comissária para assuntos relacionados a consumo de Nova York, nomeada pelo prefeito John Lindsay.

Na sua carreira política, ela deu assessoria a três presidentes: atuou na conferência sobre crime e violência no governo de Lyndon Johnson, na comissão de Gerald Ford sobre problemas em locais de trabalho e nas comissões de Jimmy Carter sobre saúde mental e fome mundial.

Myerson tentou sem sucesso um assento no Senado por Nova York em 1980. Ela perdeu a nomeação do Partido Democrata para Elizabeth Holtzman.