Elvis vive na música, cultura e fãs que comemoram seu 80º aniversário

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015 11:02 BRST
 

Por Tim Ghianni

NASHVILLE, Estados Unidos (Reuters) - Parabéns ao rei! Elvis Presley teria completado 80 anos nesta quinta-feira, ocasião que está sendo marcada por uma comemoração de vários dias em Memphis, Tennessee, em sua antiga mansão Graceland. A festa inclui bolo de aniversário, exibição de filmes e um leilão de objetos como a primeira carteira de motorista do astro e o primeiro disco em acetato.

Embora tenha morrido em 1977, Presley permanece um dos artistas mais vendidos de todos os tempos, ainda fazendo jus ao título de “Rei do Rock and Roll”, concedido igualmente por músicos e fãs.

“Ele ficou no topo por todos esses anos” , disse em Nashville Scotty Moore, de 83 anos, guitarrista e último integrante vivo do grupo reunido para a sessão de gravação que rendeu o hit de 1954 “That’s All Right”.

Aquela primeira sessão no Sun Studios, em Memphis, mudou a música e cultura populares, afirmou Peter Cooper, escritor e editor para o Museu e Hall da Fama da Música Country de Nashville.

“Mudou todas as nossas vidas, mesmo daqueles de nós que ainda não eram vivos. Mudou a maneira como nos vestimos, como usamos nosso cabelo e nosso jeito de falar”, disso Cooper. “Foi como apertar o botão de reiniciar nos Estados Unidos da América.”

Presley nasceu na pobreza em Tupelo, Mississipi, em 1935, e mudou-se com seus pais para Memphis adolescente, absorvendo ali a mistura de blues, rhythm and blues e gospel afro-americano a partir da qual a música rock emergiu. Sua influência foi citada por outros grandes astros do pop, desde Os Beatles a Justin Timberlake.

“É possível escutar Dean Martin na voz dele, ouvir o gospel black, ouvir música country”, disse o músico de Nashville Bill Lloyd, um dos membros da dupla de country-rock Foster e Lloyd.

Harold Bradley, guitarrista de 89 anos que faz parte do Hall da Fama da Música Country e tocou em muitas das gravações de Presley no estúdio RCA, lembra do Rei como “um cara fantástico”, como uma tremenda influência sobre os outros.

“Acho que ainda tocamos alguns dos licks (técnica de guitarra) que ele, Scotty Moore e o grupo que meio que inventou o rock and roll tocavam”, disse Bradley.

(Reportagem de Tim Ghianni em Nashville)

 
Produtos com imagem de Elvis Presley em loja de Las Vegas, Nevada. 15/12/2009 REUTERS/Las Vegas Sun/Steve Marcus