Ativistas russos são detidos após jogar água benta em mausoléu de Lenin

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 17:13 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - Dois artistas performáticos foram detidos depois de jogarem água benta no túmulo do líder soviético Vladimir Lenin na Praça Vermelha de Moscou e gritar "Levante-se e ande!", afirmou a mídia russa.

O ato, filmado na segunda-feira e divulgado na Internet, foi interrompido quando dois homens detiveram os artistas, que atravessaram as barreiras que protegem o mausoléu de granito vermelho onde o líder da revolução bolchevique é mantido embalsamado.

O vídeo mostrou os artistas tirando água de uma igreja em 19 de janeiro, dia em que a maioria dos russos ortodoxos pensa que toda água é benta, antes de jogar nas paredes e portas fechadas do mausoléu.

A polícia que monitora o site OVDinfo disse que os dois artistas, membros do movimento de protesto "Blue Rider", foram acusados de vandalismo e serão mantidos presos por 10 dias.

Ativistas do grupo disseram ao portal de notícias russo Grani.ru que o ato chamado "O Exorcismo: Profanação do Mausoléu" foi feito para representar simbolicamente uma tentativa de tirar da Rússia o peso do seu passado soviético, que estava reafirmando-se novamente.

Lenin ainda é venerado por muitos como o fundador da União Soviética, e o presidente russo, Vladimir Putin, se refere às conquistas da ex-superpotência como uma fonte de orgulho aos russos.