Atriz Emma Watson pede aos homens que se juntem à luta contra desigualdade de gênero

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 19:28 BRST
 

LONDRES (Thomson Reuters Foundation) - A atriz britânica Emma Watson fez um apelo aos rapazes para que saiam em defesa das mulheres quando elas forem discriminadas, aos maridos para que ajudem suas mulheres a perseguirem suas ambições e aos executivos que supervisionam mulheres para que compartilhem suas experiências, como parte de um esforço para que mais homens abracem a causa dos direitos das mulheres.

A atriz de cinema, também embaixadora da ONU Mulheres, discursou nesta sexta-feira no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, onde ajudou a lançar a próxima fase de uma campanha para encorajar homens e meninos a se juntarem à luta das mulheres pela igualdade de direitos.

Watson disse que desde o início da campanha HeforShe, em setembro, a iniciativa vem recebendo o apoio de personalidades de destaque, tais como a política norte-americana Hillary Clinton, o príncipe Harry, da Grã-Bretanha, e o arcebispo Desmond Tutu.

A Impact 10x10x10, iniciativa lançada nesta sexta-feira, é um projeto piloto de um ano que busca alcançar o compromisso efetivo de governos, companhias e universidades com o empoderamento das mulheres e a igualdade de gênero.

“Sozinhas as mulheres não podem combater os estereótipos profundamente entrincheirados em nossa sociedade. Mas, juntos, homens e mulheres podem virar a maré da desigualdade”, disse a diretora da ONU Mulher, Phumzile Mlambo-Ngcuka, em Davos.

“A luta para encerrar as injustiças de gênero precisa ter uma limitação de tempo. Não pode ser uma luta com fim indeterminado”, acrescentou ela.

Watson, que surgiu para a fama nos filmes da franquia “Harry Potter”, disse sentir-se encorajada pela resposta que vem recebendo na campanha até agora por causa da campanha.

(Reportagem de Katie Nguyen)

 
Atriz Emma Watson durante premiação BAFTA em Beverly Hills, na Califórnia, Estados Unidos, em outubro. 30/10/2014 REUTERS/Mario Anzuoni