Mexicano González Iñárritu ganha prêmio de Sindicato de Diretores dos EUA com "Birdman"

domingo, 8 de fevereiro de 2015 16:08 BRST
 

Por Mary Milliken

LOS ANGELES (Reuters) - O cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu conquistou na noite de sábado o prêmio do Sindicato de Diretores dos Estados Unidos (DGA, na sigla em inglês) pelo filme "Birdman", o que aumenta suas chances para o Oscar.

O reconhecimento do DGA de melhor diretor coincidiu em 10 dos últimos 11 anos com o Oscar.

González Iñárritu agradeceu aos diretores de Hollywood pelo apoio a seu filme, uma sátira do mundo do espectáculo em que Michael Keaton interpreta um ator que alcançou fama há alguns anos interpretando um super-herói que tenta voltar aos holofotes com uma obra teatral.

"Se este é considerado um grande filme, não tem nada a ver comigo, é um milagre", disse Iñárritu, ao lado do vencedor do prêmio de melhor diretor do DGA no ano passado, o também mexicano Alfonso Cuarón.

"Digo isso realmente de forma humilde", acrescentou, "porque nunca esperei estar aqui esta noite falando com vocês, nunca na minha vida."

O cineasta, de 51 anos, venceu outros quatro nominados: Clint Eastwood por "Sniper Americano", Richard Linklater por "Boyhood", Morten Tyldum por "O Jogo de Imitação" e Wes Anderson por "O Grande Hotel Budapeste".

A cerimônia de premiação do Oscar será dia 22 de fevereiro, e a votação será concluída no dia 17 deste mês.

"Birdman" é indicado em nove categorias do Oscar, incluindo melhor filme, melhor diretor, melhor ator, melhor ator coadjuvante e melhor atriz coadjuvante.