Melhores momento do Grammy: Madonna toureira, dancinha de sir Paul e Kanye

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 15:17 BRST
 

Por Eric Kelsey

LOS ANGELES (Reuters) - Vencedores à parte, as cerimônias de entrega dos prêmios Grammy há muito tempo são mais comentadas pelas apresentações e pelos momentos inesperados - e o show de domingo não foi diferente, com Kanye West invadindo o palco, a orquestra de Pharrell Williams e uma campanha firme contra a violência doméstica.

KANYE, DE NOVO

Kanye West, talvez ironizando sua infame invasão ao palco em protesto durante o MTV Video Music Awards de 2009, se aproximou no palco do ganhador do prêmio de álbum do ano, Beck, e estendeu a mão na direção da estatueta, logo depois recuando, com um sorriso no rosto.

"Isso é o que é ótimo na televisão ao vivo", disse Neil Portnow, presidente da Academia do Grammy. "Qualquer coisa que aconteça é parte da cultura das pessoas na sala", acrescentou.

CINQUENTA TONS DE MADONNA

Na noite em que a indústria fonográfica coroou o cantor de soul britânico Sam Smith com quatro prêmios Grammy, incluindo de canção e gravação do ano, os telespectadores viram logo de cara uma homenagem de Madonna às touradas.   Continuação...

 
Madonna canta "Living for Love" no Grammy.   REUTERS/Lucy Nicholson