Polícia dos EUA trata caso da filha de Whitney Houston como investigação criminal

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015 12:38 BRST
 

Por Karen Brooks

(Reuters) - A descoberta da única filha da falecida cantora Whitney Houston, Bobbi Kristina Brown, de 21 anos, de bruços e inconsciente em uma banheira no mês passado, está sendo investigada como caso criminal, disse a polícia do Estado norte-americano da Geórgia nesta terça-feira.

Autoridades de Roswell, um subúrbio de Atlanta, vinham questionado as pessoas sobre as circunstâncias que levaram à descoberta dela em 31 de janeiro, em sua casa, mas não tinham deixado claro a natureza da investigação.

"Posso confirmar que temos uma investigação criminal em andamento", disse o chefe de polícia de Roswell, Rusty Grant, em um email à Reuters. "Desde o início, sempre foi uma investigação criminal."

Poucos detalhes foram liberados sobre a aspirante a cantora, filha única de Whitney e do cantor Bobby Brown.

Uma fonte da família disse na terça-feira que informações da mídia sugerindo que Bobbi Kristina logo sairia da UTI não eram precisas. A família de Brown anteriormente havia dito que ela estava entre a vida e a morte.

Uma vigília com velas na segunda-feira em um anfiteatro no subúrbio de Atlanta atraiu centenas de pessoas e provocou expressões de gratidão dos membros da família, apesar de pedirem privacidade.

"Continuamos a pedir privacidade neste assunto", disse Bobby Brown em um comunicado divulgado através de seu advogado, Christopher Brown, na terça-feira. "Agradecemos a todos que apoiaram a vigília por Bobbi Kristina. Deus está ouvindo nossas orações."

O advogado criticou informações erradas na imprensa sobre o estado dela e reiterou que os detalhes precisam ser mantidos em sigilo. "Esta é uma investigação criminal e a integridade deste processo requer silêncio", disse.   Continuação...

 
Bobbi Kristina Brown durante evento em Nova York.  22/10/2015 REUTERS/Andrew Kelly