"Cinquenta Tons de Cinza" tem lançamento global mas é proibido em alguns países

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 19:32 BRST
 

Por Lisa Richwine

LOS ANGELES (Reuters) - O apimentado romance “Cinquenta Tons de Cinza” é um fenômeno global, mas os fãs do livro na China e em outros países não vão poder ver a versão adaptada para o cinema nas telas grandes, mesmo que as cenas mais picantes tenham sido amenizadas.

O longa foi lançado nesta semana em 57 mercados internacionais, incluindo na França, onde foi declarado adequado para qualquer pessoa acima de 12 anos.

O filme conta a história de um relacionamento entre um rico empresário e uma universitária, incluindo cenas que descrevem o uso de chicotes e servidão sexual.

O distribuidor, a Universal Pictures, não prepara um lançamento na China – o segundo maior mercado cinematográfico do mundo –, de acordo com uma fonte com conhecimento sobre os planos da empresa, que falou sob a condição de anonimato. Filmes sexualmente explícitos geralmente não passam pelos censores do governo chinês.

Três países que com frequência rejeitam conteúdo sexual – Malásia, Indonésia e Quênia – proibiram a exibição de “Cinquenta Tons de Cinza” nos cinemas.

Na estreia do filme em Londres, a autora do livro, E.L. James, disse: “Ah, o livro foi proibido em alguns países.”

“É uma ótima publicidade, e você sabe que o DVD vai sair e tomara que eles consigam ver o filme então”, acrescentou ela. 

 
Cartaz do filme "Cinquenta Tons de Cinza" em Los Angeles. 12/02/2015.  REUTERS/Jonathan Alcorn