Magnata do hip-hop "Suge" Knight é levado a hospital antes de audiência judicial

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 17:07 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O magnata do hip-hop Marion "Suge" Knight, acusado de atropelar e matar uma pessoa sem prestar ajuda, foi hospitalizado nesta quinta-feira antes de uma audiência agendada no tribunal de Los Angeles num caso separado de roubo de câmera, afirmou um juiz.

O comissário da Corte Superior de Los Angeles Mark Zuckman disse no tribunal que Knight, cofundador do selo influente de hip-hop Death Row Records, de 49 anos, "sofreu alguma ocorrência médica e foi levado de ambulância para um hospital não revelado".

Knight e o comediante Katt Williams, de 43 anos, deveriam comparecer no tribunal em Los Angeles. Ambos têm se declarado inocentes das acusações de roubo de uma câmera em 5 de setembro em Beverly Hills. Esperava-se que Knight fizesse alguma declaração em relação a uma nova acusação de ameaça terrorista.

Knight foi levado do tribunal, Zuckman disse, mas não compareceu diante do juiz. A audiência foi remarcada para quinta-feira à tarde.

Se Knight for condenado no caso de roubo de câmera, ele pode pegar de 25 anos a prisão perpétua sob a lei da Califórnia, que dá sentenças mais duras para aqueles anteriormente condenados por crimes graves, disse o promotor Keri Modder na semana passada.

Knight tem duas condenações desde 1997 por crimes de agressão com arma letal, de acordo com documentos judiciais apresentados pelo Gabinete do Procurador Distrital de Los Angeles.

Num caso separado, Knight chamou a atenção nacional quando foi preso e acusado de homicídio, tentativa de homicídio e de atropelar e fugir sem prestar atendimento durante uma briga em 29 de janeiro no lado de fora de um restaurante em Compton, subúrbio pobre de Los Angeles. Ele foi preso sem direito a fiança neste caso.

(Reportagem de Michael Fleeman)

 
Magnata do rap Suge Knight,  acusado de assassinato, participa de audiência em tribunal de Compton  3/02/2015. REUTERS/Paul Buck/Pool