Atriz Judi Dench ainda se sente motivada pela novidade

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 19:21 BRST
 

Por Patrick Graham

LONDRES (Reuters) - Após sete décadas de carreira, a atriz já premiada com o Oscar Judi Dench é tão avessa à ideia de aposentadoria quanto a personagem que interpreta no seu mais recente filme.

"O Exótico Hotel Marigold 2" renova nossa familiaridade com uma lista de hóspedes composta por recém aposentados britânicos, cuja paixão pela vida é revigorada ao se verem jogados num ambiente imprevisível.

Detentora do título não oficial de atriz favorita da Grã-Bretanha desde muito antes de ter completado 80 anos em dezembro, Dench interpreta Evelyn, uma viúva que acaba montando um negócio em sua nova casa.

O filme oferece um misto de temáticas britânicas e indianas, com toques remetentes a clássicos da comédia britânica como as séries de TV "Fawlty Towers" e "One Foot in the Grave", e é dominado pelas irreverentes personagens interpretadas por Dench e a também octogenária Maggie Smith.

A experiência delas está a galáxias de distância do destino sombrio e monótono que, segundo Dench, aguarda a maioria dos britânicos como residentes em asilos.

"Eu sempre achei que nosso sistema aqui é errado", disse ela à Reuters. "Quando você entra e vê as pessoas somente sentadas, você pensa que não há estímulos."

"É a interação com pessoas que nos estimula. Colocar todas essas pessoas em uma sala, onde talvez a televisão deva estar ligada, mas a metade delas pode nem estar apta a assisti-la. Isso é errado", afirmou Dench.

Ela tem conseguido contornar os problemas com a redução da visão e diz ter ainda muito trabalho a fazer.   Continuação...

 
Atriz Judi Dench na pré-estreia mundial de "O Exótico Hotel Marigold 2", em Londres, na Inglaterra, nesta semana. 17/02/2015 REUTERS/Peter Nicholls