Audiência do Oscar cai 16%, para 36,6 milhões de telespectadores nos EUA

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 18:57 BRT
 

Por Eric Kelsey

LOS ANGELES (Reuters) - A transmissão da cerimônia do Oscar no domingo à noite pela rede ABC atraiu 16 por cento a menos de telespectadores do que no ano passado, mostraram dados da medidora Nielsen, o que pode ser explicado pelo que os críticos disseram ter sido uma longa e enfadonha apresentação, assim como pelo fraco desempenho em bilheterias dos principais indicados.

Os dados da Nielsen mostraram nesta segunda-feira que a audiência ficou em 36,6 milhões de pessoas nos Estados Unidos, uma preocupante queda para a ABC, que pertence à Walt Disney, já que o evento é sua maior atração anual.

A ABC bancou o ator Neil Patrick Harris, elogiado por seu desempenho como apresentador das premiações de TV Emmy e de teatro Tony, para incrementar ainda mais o impulso dado pela comediante Ellen DeGeneres, que ajudou a atrair os 43,7 milhões de telespectadores que sintonizaram a cerimônia do Oscar no ano passado, a maior audiência desde 2000.

A apresentação do Oscar atrai anualmente a maior audiência não esportiva da TV dos EUA, mas o show deste ano atraiu o menor número de telespectadores desde 2009.

Harris, de 41 anos, que possui um grande número de fãs entre os jovens por ter sido um dos astros do sitcom “Como Eu Conheci Sua Mãe”, foi visto como uma possível ponte entre os espectadores mais velhos e as audiências mais jovens, as mais perseguidas pelos anunciantes.

Os produtores Craig Zadan e Neil Meron, agora em sua terceira temporada à frente da cerimônia do Oscar, apostaram em grandes números musicais, como o tributo de Lady Gaga à música tema de “A Noviça Rebelde” e uma abertura cheia de som e dança, mas que falhou em extrair uma grande ovação da plateia repleta de celebridades.

 
J.K. Simmons (melhor ator coadjuvante), Patricia Arquette (melhor atriz coadjuvante), Julianne Moore (melhor atriz) e Eddie Redmayne (melhor ator) na premiação  do Oscar, em  Hollywood, Califórnia. 22/2/2015  REUTERS/Lucy Nicholson