Chris Brown cancela shows no Canadá após ter entrada negada no país

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 21:11 BRT
 

(Reuters) - O cantor de R&B Chris Brown, cuja liberdade condicional na Califórnia por agredir a cantora Rihanna foi revogada no mês passado, disse nesta terça-feira que teve a entrada negada no Canadá para shows em Montreal e Toronto.

A promotora de shows Live Nation informou que "devido a questões de imigração" o concerto de Brown em Montreal na terça-feira com o artista de R&B Trey Songz e rapper Tyga foi cancelado, assim como sua apresentação de quarta-feira em Toronto.

"As pessoas boas do governo canadense não permitirão minha entrada", escreveu Brown, de 25 anos, no Twitter.

Não está claro onde e quando Brown, cuja liberdade condicional foi revogada por um juiz no mês passado para deixar o condado de Los Angeles sem autorização judicial, teve sua entrada negada no Canadá. Ele tem uma audiência marcada para 20 de março e pode ser condenado à prisão.

Mensagens deixadas na Agência de Serviços de Fronteira do Canadá para comentar o assunto não foram retornadas imediatamente, e o agente de Brown não respondeu de imediato a mensagens pedindo comentários.

Não é incomum artistas com problemas legais terem entrada negada no exterior. Brown adiou uma turnê britânica em 2010 depois de ter visto negado.

O cantor de "Turn Up the Music" está em liberdade condicional desde 2009, após sua confissão de agredir Rihanna, que era sua namorada na época. Ele ficou preso por cerca de dois meses no ano passado por violar os termos de sua liberdade condicional.

(Reportagem de Julie Gordon, em Vancouver; e de Eric Kelsey, em Los Angeles)

 
O cantor Chris Brown chega à cerimônia do Grammy Awards, em Los Angeles, nos Estados Unidos, no início do mês. 08/02/2015 REUTERS/Mario Anzuoni