26 de Fevereiro de 2015 / às 12:22 / 3 anos atrás

Queda espetacular de Madonna rouba a cena na premiação do Brit Awards

Madonna cai durante show no BRIT Awards, em Londres. 25/02/2015 REUTERS/Toby Melville

LONDRES (Reuters) - O mau funcionamento do figurino da diva pop Madonna em uma cerimônia de premiação em Londres, repleta de estrelas, dominou as manchetes dos jornais britânicos, que deram destaque nesta quinta-feira a fotos dela caindo para trás numa escada, emaranhada na capa de toureira que vestia.

Do jornal Guardian, lido pelas camadas mais altas, até o Sun, tabloide de massas, o tombo de Madonna ofuscou qualquer outra coisa na premiação da indústria da música britânica, o Brit Awards, na quarta-feira.

“Ma-gonna!” era a manchete do diário Metro, distribuído aos usuários do transporte, num trocadilho com o verbo “go” (ir, em português).

A queda aconteceu na metade da interpretação da canção “Living for Love” na quarta-feira à noite, quando ela não conseguiu soltar a capa que fazia parte de um traje de toureira e os dançarinos a puxaram para trás.

Ela olhou assustada quando caiu para trás, escada abaixo, mas continuou a apresentação e disse mais tarde que estava bem, em comentário em sua conta no Instagram.

O mergulho de Madonna foi o momento mais dramático do espetáculo que, não fosse isso, quase não teria surpresas.

O cantor e compositor inglês Ed Sheeran foi o grande vencedor da noite, levando dois dos quatro Brit Awards para os quais foi indicado.

Ele é considerado o melhor artista masculino britânico e também levou para casa o cobiçado prêmio de melhor álbum, para o seu segundo disco, produzido em estúdio e denominado “X”.

O cantor de soul Sam Smith, indicado para cinco Brits – e que competia com Sheeran em melhor álbum – acrescentou aos quatro Grammys conquistados este ano o Prêmio Sucesso Global e o troféu de revelação britânica.

Outros vencedores incluíram Paloma Faith, artista feminina britânica, e o duo de rock Royal Blood, que derrotou a popular One Direction e foi eleita a melhor banda britânica.

O prêmio para o melhor artista feminina internacional foi para Taylor Swift, que abriu o show. A cerimônia também teve performances de Take That, Kanye West e George Ezra.

Reportagem de Michael Roddy/Jeremy Gaunt

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below