Britânico Banksy mira privações de Gaza em curta-metragem

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 12:17 BRT
 

Por Michael Roddy

LONDRES (Reuters) - O anônimo, porém célebre artista urbano britânico, conhecido como Banksy postou um pequeno documentário em seu site (banksy.co.uk) mostrando condições sórdidas em Gaza seis meses após o fim da guerra entre o Hamas e Israel.

Israel foi criticado por conta do grande número de mortes de civis palestinos durante o conflito, incluindo por seu maior aliado, os Estados Unidos. Mais de 2.100 palestinos foram mortos durante o conflito, grande parte civis e muitos deles crianças, enquanto 67 soldados israelenses e seis civis foram mortos.

O documentário de dois minutos postado nesta quinta-feira, assim como muitos dos murais e obras de Banksy, é politicamente engajado e ao mesmo tempo extravagante. O vídeo começa com imagens de nuvens vistas da janela de um avião, enquanto um texto na tela diz "Faça com que este ano você descubra um novo destino".

O destino é Gaza, no qual o filme, usando mais textos do que narração, diz ser fechado nos quatro lados por seus "amigos vizinhos", os israelenses, e só se pode entrar por um dos túneis mostrados.

O curta também mostra soldados israelenses em patrulha, aparentemente durante incursão a Gaza, e as condições extremas de vida lá - prédios bombardeados, escombros e trabalhadores tentando fazer reparos. Uma legenda diz que cimento não foi permitido em Gaza desde que o conflito acabou.

"Oportunidades de desenvolvimento estão em todos os lugares" e existe "muita oportunidade para reformas", dizem as legendas, notando que 18.000 casas foram destruídas durante o bombardeio.

Durante o fim, a câmera foca em um mural de um gato de aparência brincalhona, provavelmente pintado por Banksy, com um homem olhando-o e dizendo em árabe que pelo menos o gato achou alguma coisa para brincar, porque as crianças em Gaza não têm nada.

Em outra parte de seu site, Banksy diz que durante a filmagem um morador perguntou qual era o sentido do gato. "Eu expliquei que queria destacar a destruição em Gaza postando fotos no meu site - mas na Internet as pessoas só olham fotos de gatinhos", disse o artista anônimo.

O curta-metragem termina com uma mensagem pintada em uma parede: "Se lavarmos nossas mãos do conflito entre os poderosos e os sem poderes, nós nos aliamos aos poderosos - nós não permanecemos neutros."

Banksy é mais conhecido por suas artes urbanas que geralmente valem centenas de milhares de dólares, mas também produziu diversos filmes, incluindo o longa-metragem "Exit Through the Gift Shop", de 2010.

 
Palestinos em frente mural supostamente pintado por Banksy, em Gaza. 26/02/2015 REUTERS/Suhaib Salem