Irmão de Paris Hilton vai se declarar culpado de agressão em voo

quarta-feira, 4 de março de 2015 10:22 BRT
 

(Reuters) - Conrad Hughes Hilton, irmão da socialite Paris Hilton, vai se declarar culpado de uma acusação de agressão por ameaçar comissários de bordo em um voo de Londres para Los Angeles no ano passado, disseram autoridades.

Hilton admitiu o crime de má conduta em um voo da British Airways em 31 de julho de 2014, de acordo com os documentos fornecidos pelo gabinete da Procuradoria dos Estados Unidos em Los Angeles.

Durante o voo, Hilton usou repetidamente o banheiro para fumar maconha e tabaco, e intimidou comissários de bordo, de acordo com os termos da confissão.

"Você precisa parar de me enquadrar", ele gritou para um dos comissários, de acordo com o documento. "Eu vou matar e f... vocês."

Hilton também ameaçou agir com violência contra um outro trabalhador da companhia aérea, diz o documento legal.

A queixa-crime afirma que, durante a fala de Hilton, crianças no voo começaram a chorar e outros passageiros ficaram assustados. "Vou f... todos neste voo, pois são todos uma cambada de caipiras", disse Hilton, segundo a denúncia.

Ele assinou o acordo judicial em 19 de fevereiro, de acordo com o documento. Hilton pode pegar até seis meses de prisão e terá de comparecer ao tribunal na quinta-feira, de acordo com o porta-voz do gabinete da procuradoria, Thom Mrozek.

Em 2010, a irmã dele se declarou culpada por posse de cocaína. Ela foi multada em 2 mil dólares por um juiz de Las Vegas e punida com 200 horas de serviço comunitário.

O bisavô dos irmãos, Conrad Hilton, fundou o grupo Hilton de hotéis, que inclui o hotel de luxo Waldorf Astoria, em Nova York.

(Reportagem de Curtis Skinner, em San Francisco)

 
Paris Hilton em jantar de gala do Festival Habanos, em Havana. 27/02/2015 REUTERS/Alexandre Meneghini