ENTREVISTA-Sean Penn fala sobre "O Franco-Atirador" e super-heróis

quarta-feira, 11 de março de 2015 20:51 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - Há mais em Sean Penn do que uma voz rouca e um olhar intenso. Ele também pode soltar uma boa gargalhada ao se imaginar como um super-herói.

No elenco do suspense "O Franco-Atirador", que estreia nos cinemas dos Estados Unidos em 20 de março, o ator e ativista de 54 anos conversou com a Reuters sobre o que o motiva tanto no cinema como nas causas que abraça.

P: O que o atraiu para essa história e o personagem de Jim?

R: A história me cativou de um jeito que muitos filmes de ação não tinham me cativado, porque as consequências da violência estavam sempre presentes, e ainda assim isso não pareceu exercer um peso excessivo sobre a energia do filme.

 

P: O quão importante foi ter a República Democrática do Congo como cenário?

R: O que foi importante foi que no epicentro daquele ímpeto narrativo havia uma história de uma sofrida intervenção, fosse uma intervenção política ou intervenção corporativa. E, certamente, a RDC observou as duas, e continua a observar.   Continuação...

 
Ator Sean Penn em visita ao Haiti.  24/02/2015.  REUTERS/Andres Martinez Casares