Terry Pratchett, autor de livros "Discworld", morre aos 66 anos

quinta-feira, 12 de março de 2015 15:29 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O britânico Terry Pratchett, autor da popular série de livros de fantasia "Discworld", morreu em decorrência de uma forma rara de Alzheimer aos 66 anos de idade, informou sua editora nesta quinta-feira.

Pratchett morreu em casa na companhia de sua família com seu gato dormindo em sua cama, disse a Transworld Publishers.

"Em mais de 70 livros, Terry enriqueceu o planeta como poucos antes dele", disse o diretor-gerente da Transworlds, uma divisão da Penguin Random House, Larry Finlay.

"Como todos os leitores dele sabem, o Discworld era seu meio de satirizar este mundo. Ele o fazia brilhantemente, com grande habilidade, enorme humor e constante invenção", acrescentou ele.

O autor, que vendeu dezenas de milhões de livros no mundo todo, foi diagnosticado com atrofia cortical posterior (ACP), uma doença degenerativa progressiva, em 2007.

Ele continuou escrevendo após o diagnóstico, concluindo sua última obra, um novo livro da série Discworld, no verão inglês de 2014 antes de sucumbir aos estágios finais da doença.

Pratchett havia se tornado um notável defensor da legalização da morte assistida.

"Queria morrer em paz com Thomas Tallis no meu iPod antes da doença me dominar e espero que isso não aconteça por um longo tempo ainda, pois se soubesse que poderia morrer a qualquer momento que quisesse, então de súbido cada dia seria tão precioso quanto um milhão de libras", disse ele numa palestra em 2010.

"Se soubesse que poderia morrer, eu viveria. Minha vida, minha morte, minha escolha".

(Por Estelle Shirbon)

 
Autor britânico Terry Pratchett durante evento em Londres. 26/11/2008. REUTERS/Suzanne Plunkett