Akhil Sharma ganha prêmio Folio de literatura

segunda-feira, 23 de março de 2015 19:21 BRT
 

Por Ahmed Aboulenein

LONDRES (Reuters) - Foram necessários 13 anos entre escrita e publicação, ou “os meus 30 anos”, como ele mesmo coloca, mas o autor norte-americano Akhil Sharma acabou por vencer o segundo prêmio anual Folio de literatura, recebendo nesta segunda-feira 40 mil libras (59.752 dólares) por seu romance “Family Life”.

Sharma, de 43 anos, foi o escolhido em uma lista final de oito autores indicados ao prêmio por seu romance parcialmente autobiográfico sobre uma família indiana que imigra para os EUA e vê uma tragédia “transformar seu sonho americano” em um “pesadelo”, quando um de seus filhos sofre graves danos cerebrais em um acidente.

Ele escreve de experiência própria. Sharma nasceu na Índia e foi para os EUA com sua família ainda jovem e seu irmão se envolveu em um acidente que o deixou com danos cerebrais.

“Um amigo começou a namorar uma mulher e pouco depois ela adoeceu, então ele começou a cuidar dela. Ele ficou ao lado dela no hospital, juntou as camas no hospital; ele estava lá ao seu lado quando ela morreu”, disse Sharma.

“Ele esteve com ela por cinco anos e disse ‘eu não a amo tanto assim de verdade. Estou feliz que alguém estava lá, porque é horrível ficar doente sozinho; eu apenas desejava que eu não tivesse sido o coitado do trouxa', e eu tenho a mesma sensação em relação ao livro”, acrescentou ele.

Um banqueiro de investimentos que se tornou romancista, Sharma nasceu em Dhéli e foi para os EUA em 1979. Suas histórias foram publicadas nas revistas New Yorker e Atlantic Monthly. Seu primeiro livro, “Um Pai Obediente”, venceu, em 2001, o prêmio Fundação Hemingway/PEN.