Comediantes "fritam" Justin Bieber em programa de TV

terça-feira, 31 de março de 2015 12:35 BRT
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK (Reuters) - O cantor pop Justin Bieber, que gerou manchetes nada lisonjeiras nos últimos anos, recebeu cutucadas fortes de colegas do meio artístico, como Kevin Hart e Martha Stewart, que debocharam de seu visual, sua música e suas gafes públicas durante um programa de televisão na segunda-feira.

“Roast of Justin Bieber”, atração comandada por Hart no canal Comedy Central na qual um convidado é ‘fritado’ por outros artistas, começou forte quando o anfitrião brincou que a maioria das fãs de Bieber “ou estão em uma escola de segundo grau, ou pelo menos a 250 metros de uma”.

Hart teve a companhia de Natasha Leggero, Pete Davidson, Shaquille O'Neal, Snoop Dogg e dos veteranos de ‘fritadas’ Jeff Ross, Chris D'Elia e Ludacris para tirar o couro de Bieber, de 21 anos, durante um especial de duas horas gravado em Los Angeles no começo deste mês.

Mantendo a longa tradição dos programas do gênero, sobraram piadas de gosto duvidoso, politicamente incorretas e beirando o ofensivo, que exploraram desde os atentados de 11 de setembro de 2001 até o Holocausto para fazer humor.

Em referência às muitas tatuagens de Bieber, o ex-jogador de basquete O'Neal notou uma de Jesus Cristo e questionou “Por que você tinha que colocar Jesus nisso? O homem já sofreu o bastante.”

O rapper Snoop Dogg lembrou uma das mancadas de Bieber que foram parar no noticiário envolvendo o macaco de estimação do cantor. “Esse macaco sentiu mais vergonha do que aquele que começou a epidemia da Aids.”

Os artistas debocharam uns dos outros tanto quanto de Bieber, com tiradas sobre a baixa estatura de Hart, o peso e o apetite de O'Neal e as idades avançadas de Martha Stewart, do rapper Ludacris e de Snoop Dogg, assim como sobre a passagem de Martha pela prisão.

Mas eles deixaram as piores farpas para Bieber, que Hart descreveu como “a voz de um anjo, e o corte de cabelo e as tatuagens de açougueiras lésbicas”.   Continuação...

 
Cantor Justin Bieber.  14/3/2015  REUTERS/Kevork Djansezian