1º de Abril tem prova que “Força” existe e supermercado com camas elásticas

quarta-feira, 1 de abril de 2015 09:34 BRT
 

LONDRES (Reuters) - De um supermercado com camas elásticas para que os fregueses alcancem as prateleiras mais altas, a uma organização de pesquisa de prestígio dizendo ter provado que “A Força” existe, não faltaram mentiras nesta quarta-feira, 1º de Abril.

O Royal Albert Hall, casa de espetáculos londrina, divulgou dos seus arquivos uma carta de 1º de abril de 1967 protestando “nos termos mais fortes possíveis” por os Beatles terem sugerido na música “Day in the Life” que havia 4.000 buracos no seu auditório.

O Commerzbank buscou uma solução para os problemas financeiros gregos, dizendo que o ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, havia proposto cobrar uma taxa de um euro para os usuários europeus do teorema de Pitágoras.

A arrecadação resultante de 1º de abril de 570 a.C. até 1º de abril de 2015 seria 107.443.980.002.362,000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 euros, a  uma taxa de juros de 4 por cento, segundo o banco.

O jornal alemão Allgemeine Zeitung publicou que o Banco Central Europeu estava abrindo um restaurante chamado "Euro Sunset". O restaurante ofereceria refeições básicas para atender pobres habitantes do sul da Europa.

O jornal britânico Guardian relatou que o famoso e explosivo apresentador de TV Jeremy Clarkson, guru dos politicamente incorretos e recentemente demitido de um programa sobre carros campeão de audiência da BBC, se juntou à campanha do jornal contra combustíveis fósseis.

“Clarkson disse que espera reconquistar a confiança do público britânico dedicando seu tempo e recursos financeiros à energia sustentável, segurança nas estradas e construindo o entendimento e a tolerância entre pessoas de diferentes culturas e religiões”, disse o jornal.

O mesmo tema foi explorado em Abu Dhabi, onde um jornal publicou na primeira página que os Emirados Árabes avaliavam proibir as caminhonetes e veículos 4x4, obrigando os seus motoristas a usar veículos mais econômicos e menos danosos ao ambiente.

O Metro, jornal gratuito distribuído no metrô de Londres, mostrou uma mulher saltando para pegar produtos na prateleira mais alta de um supermercado, usando uma cama elástica instalada nos corredores da loja.   Continuação...