Corte argentina emite ordem de prisão contra Justin Bieber por acusação de agressão

sexta-feira, 10 de abril de 2015 14:05 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Um juiz argentino ordenou que o popstar Justin Bieber seja preso se colocar os pés no país, após o cantor canadense falhar em dar explicações sobre suposta agressão em uma boate em Buenos Aires em 2013, disse a secretária do tribunal nesta sexta-feira.

O fotógrafo local Diego Pesoa acusou Bieber e um de seus guarda-costas de atacá-lo quando ele tentava tirar uma foto do cantor quando ele deixava a boate no bairro de Palermo Hollywood, na capital Buenos Aires.

O site de entretenimento FarandulaShow publicou uma cópia da decisão do tribunal com a ordem de detenção. A secretária do tribunal Soledad Nieto, cossignatária do documento, confirmou que a cópia é autêntica.

"Eu considero pertinente determinar a prisão imediata do acusado", diz a ordem do juiz Alberto Julio Baños, datada de 8 de abril.

O tribunal também ordenou a detenção de um dos guarda-costas de Bieber.

Em novembro, outro juiz local ordenou que Bieber se apresentasse para interrogatório em dois meses por conta do mesmo incidente e pediu a ajuda da Interpol na Argentina para localizar o astro pop de 21 anos.

Bieber teve uma série de desentendimentos com a lei em vários países.

Representantes de Bieber não responderam de imediato a um

pedido de comentário.

(Reportagem de Miguel Lobianco)

 
Cantor Justin Bieber. 14/03/2015  REUTERS/Kevork Djansezian