Obras de arte avaliadas em U$400 mil são roubadas da fundação de cocriador de "Os Simpsons", diz site

quinta-feira, 16 de abril de 2015 09:04 BRT
 

(Reuters) - Peças de arte avaliadas em 400 mil dólares foram roubadas da Fundação Sam Simon, criada pelo cocriador da série "Os Simpsons" Sam Simon, em Malibu, na Califórnia, disse o site de notícias CNS nesta quarta-feira.

O sargento Matthew Dunn, do Departamento de Polícia do Condado de Los Angeles, disse à CNS que alguém da fundação ligou na sexta-feira passada para relatar o roubo de duas pinturas, incluindo uma obra de 200 mil dólares do artista norte-americano Roy Lichtenstein.

Dunn disse que o departamento pediu ajuda ao público na quarta-feira para localizar as peças, de acordo com a CNS.

Não foi possível obter contato imediato com um representante da polícia nesta quarta-feira.

Simon, cocriador da famosa série animada "Os Simpsons" e reconhecido filantropo, morreu no mês passado após uma luta contra o câncer, aos 59 anos.

O cocriador recebeu nove prêmios Emmy por seu trabalho como escritor e produtor executivo da série, que estreou em 1989 e ganhou audiência global.

Sam Simon, que fundou a Fundação Sam Simon em 2002, decidiu doar sua fortuna, estimada pela mídia em 100 milhões de dólares.

(Reportagem de Curtis Skinner, em San Francisco)

 
Sam Simon, cocriador da série "Os Simpsons", em foto de arquivo.   19/08/2014   REUTERS/Mike Blake